terça-feira, 25 de outubro de 2022

Exibição de animações, oficinas e debates integram a programação do Dia Internacional da Animação em Goiânia



O evento será realizado nos dias 28, 29 e 31 de outubro, no Cine Cultura, na Praça Cívica. A entrada é franca

A 15ª edição do Dia Internacional da Animação – DIA começa na sexta-feira (28), a partir das 19 horas, no Cine Cultura, com exibição das mostras regional, nacional e internacional de filmes de animação. A abertura oficial do evento tem programação prevista de 2h50min e debate entre os realizadores goianos ao final da sessão, com mediação de Márcio Júnior, doutor em Arte e Cultura Visual, e um dos coordenadores do evento em Goiânia, ao lado de Márcia Deretti (ambos da Escola Goiana de Desenho Animado e da MMarte Produções) e de Coelho Nunes (Na Toca Produções).

O DIA contemplará em sua programação de quase 70 obras, a Mostra Infantil e a “Retrospectiva Diego Akel” (1999 a 2022) com a presença e apresentação do diretor, no dia 29; e “Mulheres Pioneiras da Animação Brasileira”, “Mostra Fantástica de Animação” e “Especial para pessoas com deficiência auditiva”, no dia 31. Destaque especial para a pré-estreia do primeiro longa-metragem de animação produzido em Goiás, “A Ilha dos Ilus”, de Paulo Miranda, no dia 29, às 17h30. 

Além dos filmes, o DIA contará, também, com a realização da oficina gratuita Recortes Selvagens, com o cineasta, animador e ilustrador Diego Akel (CE), nos dias 28 e 29, na Escola Goiana de Desenho Animado, para os inscritos até o dia 26 de outubro. A ficha de inscrição para participar da oficina assim como a programação completa da mostra podem ser acessadas no site  http://diadaanimacaogoiania.blogspot.com/.

Sobre o Dia Internacional da Animação

O Dia Internacional da Animação é realizado anualmente, em outubro. Foi criado em 2002 pela Associação Internacional do Filme de Animação – ASIFA e é realizado em mais de 30 países. No Brasil, a data foi adotada em 2004 pela Associação Brasileira de Cinema – ABCA, que coordena nacionalmente o evento com a participação de mais de 200 cidades brasileiras.

Em Goiânia, o DIA é organizado e coordenado por Márcia Deretti, Márcio Júnior e Coelho Nunes por meio da MMarte Produções e  da Na Toca Produções, com apoio da Escola Goiana de Desenho Animado e da Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Goiânia. 

SERVIÇO

15º Dia Internacional da Animação - DIA
Evento gratuito
Data: 28, 29 e 31 de outubro
Local da exibição dos filmes: Cine Cultura – Praça Cívica, nº 2, Centro – Goiânia – GO
Local da oficina: Escola Goiana de Desenho Animado – Al. Do Botafogo, nº 235, sala 02, Centro – Goiânia – GO
Mais informações: http://diadaanimacaogoiania.blogspot.com/








quarta-feira, 19 de outubro de 2022

Programação 15º Dia Internacional da Animação de Goiânia


PROGRAMAÇÃO DIA GOIÂNIA 2022
28, 29 e 31/10

Mostras – Cine Cultura
(Praça Cívica, nº 2. Goiânia – GO) https://cineculturagoias.wordpress.com/

Oficina – Escola Goiana de Desenho Animado
(Al. do Botafogo, 235 / sl 02 – centro. Goiânia – GO) www.escolagoianadedesenhoanimado.org

TODAS AS ATIVIDADES SÃO GRATUITAS!

28/10/2022

Abertura do 15º Dia Internacional da Animação de Goiânia

14:00h – 18:00h – Primeiro dia de aula da oficina Recortes Selvagens, com Diego Akel

19:00h – Abertura oficinal do evento com exibição das Mostras Nacional, Internacional e Regional

Debate entre realizadores goianos no final da sessão, com mediação de Márcio Júnior.

29/10/2022

14:00h – 18:00h – Segundo dia de aula da oficina Recortes Selvagens, com Diego Akel, na Escola Goiana de Desenho Animado.

16:00h – Exibição da Mostra Infantil - Curtas Animados

17:30h – Pré-estreia do filme A Ilha dos Ilus, de Paulo Miranda, primeiro longa de animação produzido em Goiás.

19:30h – Mostra Retrospectiva Diego Akel – 1999 a 2022

31/10/2022

18:00h – Exibição da mostra especial para pessoas com deficiência auditiva

19:00h – Mostra Mulheres Pioneiras da Animação – Projeto Uma mão anima a outra e curtas de mulheres pioneiras da animação brasileira. (curadoria e pesquisa de Carla Schneider, Janice Castro, Patrícia Lindoso e Maurício Squarisi)

20:30h – Exibição da Mostra Fantástica Animação – animações de terror, ficção científica e fantasia com curadoria da CRASH – Mostra Internacional de Cinema Fantástico


FILMES DIA INTERNACIONAL DA ANIMAÇÃO DE GOIÂNIA

MOSTRA NACIONAL E MOSTRA COM LEGENDAS DESCRITIVAS (28/10 e 31/10)
(60’26’’) – 10 obras / classificação indicativa 14 anos

QUANDO OS MORCEGOS SE CALAM (FILME HISTÓRICO)
Dir. Fábio Lignini, 6’, Rio de Janeiro, 1986
Numa estrada deserta, um homem enfrenta uma terrível tempestade, até chegar a uma casa misteriosa que o aguarda com surpresa.

(OVO)
Dir. Mônica Moura, 3’55’’, São Paulo, 2018
Tudo parece ir bem na vida das galinhas, até que a evolução toma rumos assustadores e o futuro passa a ser incerto.

CADIM
Dir. Luiza Pugliesi Villaça, 6’, São Paulo, 2022
Após muita procura, Seu Zé, acompanhando do pássaro Chico, encontra terras cultiváveis para sua subsistência, mas entra em conflito com fazendeiros e, agora, precisa procurar seu pássaro sumido.

SOLITUDE
Dir. Tami Martins, 13’30’’, Macapá, 2021
Na Amazônia, Sol encara a solidão e carência depois do término de uma relação abusiva, enquanto que no Deserto do Atacama uma Sombra busca independência porém começa a desaparecer lentamente.

ERÊKAUÃ
Dir. Paulo Accioly, 1’, Maceió, 2021
Coreografia, dança, vídeo, frames, imprime, recorta, cola, fotógrafa, monta, trilha. Uma mistura das cores, manifestações e texturas do morro com a instabilidade carioca, presente em todos os níveis, assuntos e momentos.

ÍRIS
Dir. Sofia Travassos, 1’58’’, Rio de Janeiro, 2021
O que acontece quando alguém não é aceito pelas pessoas que mais ama? A quem pode se virar alguém cujos entes queridos dele desistiram?

QUANDO A CHUVA VEM?
Dir. Jefferson Batista, 8’48’’, Carpina, 2019
A seca que assolou o nordeste do Brasil entre os anos de 1979 e 1985, marcou para sempre a vida da população sertaneja do estado de Pernambuco, o grande período sem chuva levou a população a um quadro de pobreza e abandono, em uma das poucas famílias que resistiram crescia uma criança sem ver ou sentir a beleza da chuva

UM ARTISTA DA FOME
Dir. Moisés Pantolfi, 4’25’’, Guarulhos, 2021
O artista da fome cria seu espetáculo necessário numa simbiose com quem o assiste, que valida e consome o mesmo, exige habilidades, virtuosismo no seu número circense da fome.

TÁ FODA
Dir. Aline Golart, Denis Souza, Fernanda Maciel, Icaro Castello, Ligia Torres e Victoria Sugar, 4’20’’, Pelotas, 2021
Esboços pseudo-documentais sobre o futuro do Brasil.

COELHITOS E GAMBAZITAS
Dir. Thomas Larson, 10’30’’, São Paulo, 2022
Coelhos, gambás, dispositivos eletrônicos e pilhas de louça para lavar. Pais cansados e crianças entediadas.

MOSTRA INTERNACIONAL (28/10)
(58’) – 6 obras / Classificação indicativa 16 anos

CANTAR CON SENTIDO, UNA BIOGRAFÍA DE VIOLETA PARRA
Dir. Leonardo Beltrán, 22’, Chile, 2016
Do profundo e precário campo chileno à antiga e distante Europa. Sempre lutando, mesmo na despedida, Violeta Parra exibe suas muitas artes, sem esconder suas desventuras. Ao rever alguns fatos cruciais que a constroem como ser humano e artista, esta biografia animada em Stop Motion nos dá um vislumbre da história da mulher que resgatou o folclore de um país sem memória.

SIGNS
Dir. Dustin Rees, 11’, Croácia, 2020
Um eletricista segue sua rotina noturna instalando placas na cidade. Ele passa pela vida despercebido e fora de contato com o mundo, até que ele percebe em quais sinais deveria estar prestando atenção.

TOUGH
Dir. Jeniffer Zheng, 5’, Reino Unido, 2016
Algumas coisas só podem ser compreendidas com maturidade. Nova luz é lançada sobre os mal-entendidos culturais da infância quando uma mãe chinesa e sua filha nascida na Grã-Bretanha falam como adultas pela primeira vez.

“ESTOU?”
Dir. Pedro Martins, 4’, Portugal, 2020
Curta sobre minha pessoa favorita no mundo, minha avó. Infelizmente, ela não se lembra mais quem sou eu, mas espero que este filme não me deixe esquecer.

COCKPERA
Dir. Kata Gugic, 5’, Croácia, 2020
Apenas uma briga de galos normal.

O PECULIAR CRIME DO ESTRANHO SR. JACINTO
Dir. Bruno Caetano, 11’, Portugal, 2019
Numa cidade em que a natureza foi proibida, o pequeno crime de um homem simples desencadeia consequências inesperadas.

MOSTRA REGIONAL (28/10) 
(51’07’’) – 5 obras / Classificação Livre

A MENINA ATRÁS DO ESPELHO 
Dir. Iuri Moreno, 12’, Goiânia, 2022
Uma menina transgênero se tranca em seu quarto por medo de um monstro que a ameaça do lado de fora, até que surge atrás do espelho uma nova realidade onde esse monstro não existe e ela é livre para ser quem é ou quiser ser.

PROJETO DE FORMAÇÃO ILHA DA IMAGINAÇÃO, 2019
Animações desenvolvidas pelos alunos do projeto na cidade de São Simão (GO)

PIG BROTHERS
Dir. Julio Quinan, 2’33’’, São Simão, 2019. 
Nessa inusitada versão dos três porquinhos o lobo mau vai acabar se dando mal de um jeito bem diferente.

STAR PIGS, 
Dir. Marco Túlio Rodrigues, 2’49’’, São Simão, 2019.
Em uma louca perseguição aos três porquinhos o lobo mau vai acabar vivendo uma aventura no espaço.

CÍLIOS DO RIO
Dir. Luiz Botosso & Thiago Veiga, 20’45’’, Goiânia, 2020.
Uma família de ariranhas tenta construir sua morada na beira de um belo rio e, pela ação inconsequente de um pecuarista, a morada é sempre destruída. Mal sabe o pecuarista das consequências do desmatamento das matas ciliares e do perigo de suas ações se voltarem contra ele mesmo.

PARQUE DE ADELIN (Ep. – Três Fofuras) 
Dir. Paulo GC Miranda, 13’, Goiânia, 2022
Bramp Dil deixa com Adelin três crianças enigmáticas e fofas. E a equipe terá que descobrir porque elas foram expulsas de todos os outros parques.

MOSTRA INFANTIL (29/10)
(50’03’) – 10 obras / Classificação Livre

CURTA DIFERENÇAS
Dir. Lisandro Santos, 14’, Porto Alegre, 2021
Você já se sentiu diferente em algum momento da sua vida? Se a resposta foi sim, você vai gostar da história desta turma! Eles nos ensinam que as diferenças nos completam.

O PAPAGAIO E A PIPA
Dir. Tiago MAL, 7’, São Carlos, 2021
Um menino constrói seu próprio papagaio e, com esforço, faz seu novo amigo voar alto no céu. O Papagaio conhece uma charmosa Pipa, mas logo a perde de vista. Destemido, parte em busca dela pelas ruas da cidade.

O TEMPLO DO REI
Dir. Verônica Cabral, 5’, Pelotas, 2021
A tranquilidade dos pacíficos cidadãos de Jaguara é interrompida quando uma velha profecia se torna real.

FLAMLET
Dir. Alunos nível 1 do Estúdio Escola de Animação, 5’, Rio de Janeiro, 2020
Flamlet, um foguinho que possui um sonho de atuar como protagonista de uma peça de teatro de sombras, não entende que sua impulsividade transformaria o espetáculo em chamas sendo o papel da Toquinho, uma velazinha protetora e racional, fazer o possível para evitar essa destruição.

AQUARELADO
Dir. Elisa Guimarães, 4’, Divinópolis, 2022
“AQUARELADO” é um videoclipe animado, em técnica de animação cut-out e tradicional. O videoclipe brinca com a estética da aquarela, trazendo o universo infantil na perspectiva de uma criança brincando, desenhando e misturando as tintas. A música é do Grupo Maria Cutia e faz parte do Projeto Clipes Aquarelados.

SHAZEM!
Dir. Maiara Araújo, 1’33’’, Embu das Artes, 2021
Ao prenúncio do anoitecer, um poderoso mago retorna à sua morada após um intenso dia de colheita: ingredientes raros, escassos e inalcançáveis coletados nas profundezas da floresta. Mas que receita tão complexa estaria o nobre sábio almejando preparar com tamanho esmero e maestria?

MIND DUCK
Dir. Lilly Nogami, 1’30’’, Valinhos, 2021
Uma menina acorda em um lugar inusitado e recebe uma ajuda especial de um pato… gigante! Ela mergulha em uma insana viagem ao ritmo de “Uma Pequena Serenata à Noite” de W. A. Mozart.

ERÊKAUÃ
Dir. Paulo Accioly, 1’, Maceió, 2021
Coreografia, dança, vídeo, frames, imprime, recorta, cola, fotógrafa, monta, trilha. Uma mistura das cores, manifestações e texturas do morro com a instabilidade carioca, presente em todos os níveis, assuntos e momentos.

SAI DE BAIXO (PIXELITO EPISÓDIO 02)
Dir. André Placitte, 1’, São Paulo, 2022
Pixelito acaba entrando dentro de uma partida de Tetris e precisa escapar para não ser pego pelos blocos.

AURORA - A RUA QUE QUERIA SER UM RIO
Dir. Radhi Meron, 10’, São Paulo, 2021
Se as ruas pudessem falar, o que diriam?

PRÉ- ESTREIA LONGA-METRAGEM MANDRA / Livre (29/10)

A ILHA DOS ILUS
Dir. Paulo GC Miranda, 85’49’’, Goiânia, 2022
Onde estavam os animais antes de nascerem? Porque já nascem sabendo tantas coisas? A resposta está na ILHA DOS ILÚS, lugar aonde ficam os animais antes de virem ao mundo. Lá todos começam na forma de um "Ilú", um pequeno ser etéreo e feliz. Depois de um tempo vão para a CASA DE ENTREGA para embarcar para a vida terrestre na forma de algum animal.

Pocó está pronto para nascer e viver o melhor dia da sua vida de cachorro! Porém, é enviado para uma família errada obrigando ele a voltar para a Ilha dos Ilús, local mítico onde todos os animais vivem antes de nascerem. Inconformado, Pocó quer conhecer sua verdadeira família, mesmo que, para isso, precise descobrir a todo custo uma passagem secreta, que somente Rinco, o lider do clã dos animais rejeitados, sabe encontrar. Sua melhor amiga Oli o ajuda nessa jornada, mesmo Pocó nem imaginando que ela é uma espiã da Gakra, uma réptil maligna que pretende invadir a ilha e sacudir com todo o reino animal.

MOSTRA DIEGO AKEL 
(45’) – 21 obras (29/10) - Classificação Livre

ABDUCÃO
Dir. Diego Akel, 6’, Brasil, 1999
Numa noite nas ruas de Fortaleza dos anos 70, um estranho fenômeno ocorre.

MANIFESTO DA ANIMAÇÃO TOTAL
Dir. Diego Akel, 1’21’’, Brasil, 2006
Manifesto sobre a verdadeira arte da animação.

ALUCINA 15
Dir. Diego Akel, 15’’, Brasil, 2007
15 segundos na mente de animador correndo contra o tempo.

NEURO TV
Dir. Diego Akel, 15’’, Brasil, 2007
Uma televisão exibe estranhas programações.

FARÓIS
Dir. Diego Akel, 1’20’’, Brasil, 2008
Uma visão sobre a hora do rush em Fortaleza. Parte do média-metragem “Fortaleza 24h”.

LINHAS E ESPIRAIS
Dir. Diego Akel, 2’16’’, Brasil, 2009
Sentimentos e expressões misturam-se numa harmonia conflitante, em forma de pintura animada.

MARIA DA GLÓRIA 
Dir. Diego Akel, 2’11’’, Brasil, 2012
Uma visão particular e gráfica da Alameda Maria da Glória, na cidade de Fortaleza.

BALADA DO GUARDA-ROUPA 
Dir. Diego Akel, 6’06’’, Brasil, 2012
Livre interpretação animada sobre a música jazz-folk-swing-cigana da banda The Underscore Orkestra.

AGRADECIMENTO
Dir. Diego Akel, 3’52’’, Brasil, 2013
Videoclipe da música "Agradecimento", de Bárbara Eugênia.

FLUXOS
Dir. Diego Akel, 2’42’’, Brasil, 2014
Um ensaio sobre os fluxos constantes da vida, um autorretrato do seu próprio processo, um improviso sobre Bach, uma investigação em massa de modelar.

MOBILIS
Dir. Diego Akel, 48’’, Brasil, 2014
Um experimento móvel.

SEXTA À NOITE
Dir. Diego Akel, 1’08’’, Brasil, 2014
Animando numa sexta à noite.

BANDEIRA
Dir. Diego Akel, 27’’, Brasil, 2014
Inspirado por Antonio Bandeira.

ONDA
Dir. Diego Akel, 15’’, Brasil, 2015
Onda de improviso.

OURO PRETO
Dir. Diego Akel, 1’20’’, Brasil, 2015
Uma caminhada em Ouro Preto, MG.

RASGO
Dir. Diego Akel, 35’’, Brasil, 2015
Uma linha é um rasgo no papel.

MICRO-MACRO
Dir. Diego Akel, 1’, Brasil, 2015
Experimentando novas lentes macro.

MÁSCARA
Dir. Diego Akel, 56’’, Brasil, 2015
Animando o vazio numa máscara.

SOLÚVEL
Dir. Diego Akel, 1’40’’, Brasil, 2020
A linha tênue entre o café, o desenho, o corpo e as imagens animadas.

ABSTRACT ANIMATED DIARIES #01
Dir. Diego Akel, 42’’, Fortaleza, 2021
Um experimento animado livre na forma de um caderno digital vivo. Cotidianos abstratos, movimentos concretos.

BIZARROS ÁUDIOS
Dir. Diego Akel, 8’10’’, Brasil, 2022
Um retrato documental animado a partir de mensagens de áudio, dois amigos, pandemia, isolamento, estranhas imagens de arquivo e camarõezinhos bigodudos.

MOSTRA MULHERES PIONEIRAS – UMA MÃO ANIMA A OUTRA (31/10)
(60’) – 10 obras / Classificação indicativa 12 anos

ENSAIOS
Dir. Irmãs Wagner, 7’39’’, 1977
Filmado em Super-8, “Ensaios” apresenta uma narrativa visual sobre o desenvolvimento de uma animação feita em papelão, papel, guache e uma caixa de luz improvisada. Aqui, o processo de animação de desenhos é tão importante quanto o resultado.

PUDIM DE MORANGO
Dir. Irmãs Wagner, 4’55’’, 1979
Uma mosca vive silenciosamente dentro de um banheiro. Pilotando seu helicóptero, ele vai em busca de novas fontes de energia. Alimentos enlatados não chamam sua atenção. De repente, ela é atraída por um delicioso pudim de morango, mas acaba caindo no epicentro de um conflito.
Filmado em Super-8 e feito com folhas de jornal e camadas de acetato, Pudim de Morango é uma colagem com recortes de textos, fotografias, desenhos e cenas de novelas, gênero audiovisual bastante popular no Brasil. Nas páginas dos jornais, as manchetes abordam um momento problemático para o país da época: os conflitos sociais e políticos da ditadura civil-militar brasileira (1964-1985).

A SAGA DA ASA BRANCA 
Dir. Lula Gonzaga, 7’, 1979
Asa branca é um pássaro de arribação que voa do sertão quando percebe que a seca vai chegar. O filme é um “semi documentário” em desenho animado, que retrata o pássaro e o sertanejo com sua mulher, Bernardino e Rosa, partindo da sua terra com a chegada da estiagem.
GINECEU 
Dir. Helena Lustosa, 7’, 1986
A busca de uma estratégia brasileira, feminina e ideogrâmica, com referências a Tarsila do Amaral, Pagu e Gilka Machado.

MADEMOISELLE CINEMA
Dir. Helena Lustosa, 10’, 1995
O filme discute os clichês femininos do cinema, inspirado na obra homônima de Benjamin Costallat, com citações de Limite, de Mário Peixoto, do poema Caramujo do mar, de Cecília Meirelles, e desenhos de J. Carlos.
NINÓ 
Dir. Fernanda Alfinito e Flávia Alfinito, 6’47’’, 1997
Ninó é uma velha mulher, com 80 anos que relembra com melancolia um pouco da sua
história, momentos antes de deixar um velho casarão onde viveu até aquele dia.

O BICHO
Dir. Flávia Alfinito, 1’, 2005
História inspirada na pintura Abaporu, de Tarsila do Amaral.
ARQUÉ 
Dir. Silvana Delacio, 3’54’’, 2016
 “Arqué” é uma palavra de origem grega, designa a unidade, explica a multiplicidade a partir dos quatro elementos da natureza. Este curta-metragem foi realizado por estudantes da Escola de Referencia Em Ensino Médio Devaldo Borges, localizada na cidade de Gravatá, e é uma ação do projeto socioeducativo “Arqué - Cultura e cidadania nas interações estéticas”, coordenado pela Biblioteca Rui Barbosa.

O EVANGELHO SEGUNDO TAUBA E PRIMAL 
Dir. Márcia Deretti e Márcio Júnior, 11’35’’, 2018
Tauba está cansado da violência e do caos urbano da grande metrópole. Como alternativa, cria e realiza o projeto de uma cidade ideal, uma cidade-fortaleza-robô. Adaptação da Graphic Novel "Música para Antropomorfos", de Fabio Zimbres e da banda goiana Mechanics. O curta é uma alegoria sobre o embate contemporâneo entre duas perspectivas antagônicas acerca da vida e da sociedade, onde são abordadas questões como o radicalismo, a incapacidade de diálogo e a segregação de um mundo dividido por muralhas.

UMA MÃO ANIMA A OUTRA (2021)
Dir. Beatriz Belo, Denise Cunha, Leuí Abreu, Mariana Fogo e Paula Abril Marinho, 9’, 2021
Cinco animadoras estreantes de cada região do Brasil criam sequências usando diferentes técnicas em um filme coletivo para celebrar algumas das mulheres pioneiras na história da animação brasileira em suas respectivas regiões. Um filme de animadoras para animadoras.

MOSTRA FANTÁSTICA ANIMAÇÃO (31/10)
(59’55'') – 6 obras / Classificação indicativa 14 anos

TIO
Dir. Juan Medina, 12’40’’, Mexico, 2021
Em seu primeiro dia de trabalho como mineiro, Martin, um adolescente arrogante, aprenderá a importância dos rituais e do respeito aos ancestrais.

DINHEIRO
Dir. Arthur B. Senra, Sávio Leite, 4’20’’, Brasil, 2021
Ele veio da China e se espalhou por toda a Terra.

SUBNEWS - UMA AVENTURA SUBMARINA
Dir. Alex Sandro Santos Ferreira, 7’14’’, Brasil, 2020
Uma aventura em stopmotion, que conta as aventuras do Capitão Verun e da tripulação do SUBNEWS contra as forças da Federação FakeNews em um ambiente subaquático repleto de cenas fantásticas. É o primeiro trabalho, amador e de pesquisa, utilizando apenas técnicas e efeitos práticos e manuais, e editado no WindowsMovieMaker, é também um trabalho de INCLUSÃO e amor ao meu filho Gabriel (autista) que empresta seu rosto, maneirismos e voz. 

BARBARA BALACLAVA
Dir. Thiago Martins de Melo, 14’55’’, Brasil, 2021
Bárbara Balaclava é uma metanarrativa baseada nas histórias existentes na obra de
Thiago Martins de Melo e lidas através do tarô. Cosmogônica, barroca, híbrida e
cíclica, percorre a trajetória de uma mártir anônima desde a expropriação e massacre
de sua aldeia e sua morte sob tortura policial até sua experiência como “encantada”
encontrando-se em encarnação anterior e culminando em seu batismo no coração de
Pindorama. Bárbara Balaclava é uma narrativa anarco-xamanística da
transcendência da luta anticolonialista.

SCARLET RED
Dir. Toon Loenders, 13’16’’, Bélgica, 2020
Terror e doenças se espalham furiosamente no exterior. Dentro da profunda reclusão de um palácio seguro, o rei Próspero diverte a si e seus companheiros em um baile de máscaras. Magnificência incomum está dentro, mas com o passar do tempo um perigo se aproxima…

MAGNÉTICA
Dir. Marco Arruda, 16’00’’,Brasil, 2021
Em uma cidade de personagens desenhados, um menino indígena presencia uma aparição holográfica. É a chegada de uma entidade de materialidade desconhecida. Com uma presença misteriosa e suas alegorias exóticas, começa a encantar as pessoas, despertando seus sentidos mais insanos.